top of page

Aposentados do INSS poderão contratar empréstimos com limite maior até dezembro!

Atualizado: 4 de mai. de 2021


Desde a decisão pelo aumento da margem consignável para os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o Governo estabeleceu um prazo para que Aposentados e Pensionistas possam contratar empréstimo com limite maior e desconto em folha.


Esse prazo, no entanto, terá encerramento em 31 de dezembro deste ano e, não há, por enquanto, nenhuma novidade quanto a sua renovação.


Como funciona o empréstimo com limite maior?


Conforme a regra anterior, os Aposentados e Pensionistas do INSS podiam comprometer até 35% do benefício com o pagamento de empréstimos ou cartão com consignação direta na aposentadoria ou pensão.



A partir da mudança decretada pela Medida Provisória 1006/2020, de 1º de outubro de 2020, o valor total foi ampliado para 40%. É preciso lembrar, entretanto, que 5% é destinado para uso exclusivo do cartão de crédito consignado e que esse aumento é temporário.


Em outras palavras, é isso que dá direito ao empréstimo com limite maior. No caso do empréstimo consignado, o limite liberado é dado pela margem consignável disponível. Assim, o aumento da margem libera também mais dinheiro em conta.


Os empréstimos consignados do INSS podem ser pagos em até 84 meses, ou seja, 7 anos, em parcelas fixas com taxas de juros pré-fixadas. As prestações são pagas todos os meses, a partir do desconto no benefício previdenciário.


Quem tem o cartão, tem o desconto automático da mesma forma, mas se os gastos forem superiores a 5% da margem específica, o titular pode optar por pagar o boleto (fatura). Se o valor integral não for quitado dentro do mês, será adicionado à fatura seguinte.


Benefícios do empréstimo com limite maior


Um dos pontos que torna o crédito consignado mais atrativo é que mesmo com um empréstimo com limite maior, a taxa de juros nominal não aumentará proporcionalmente. Esse valor tem um teto definido por lei.



A taxa de juros do Consignado INSS foi reduzida no início da pandemia para 1,80% ao mês. Esse valor compõe o Custo Efetivo Total, ou CET, que engloba todos os custos de um empréstimo.

Quando comparado a outras linhas de crédito, geralmente o consignado tem custos totais menores. Como o risco da inadimplência é mínimo, as instituições financeiras podem oferecer essa condição especial para a modalidade e convênios atendidos.


O prazo também passou de 72 para 84 meses e para equilibrar as finanças, o valor solicitado deve ser aquele que couber efetivamente no bolso. Não necessariamente o empréstimo com limite maior, precisa ser parcelado em mais vezes, criando dívidas de longos prazos.


Neste caso, é preciso ajustar o valor da parcela para o orçamento mensal. Basta pensar que parcelamentos maiores vão ter pagamentos mensais menores. Por outro lado, o pagamento em menor prazo terá parcelas de maior valor.


IMPORTANTE: mesmo com o aumento temporário da margem consignável e possibilidade de tomar um empréstimo com limite maior, o consignado só deve ser contratado quando necessário.


Torun

16.12.2020

bottom of page