Como a taxa Selic impacta no Consignado?

Atualizado: 6 de out. de 2021


O que é a taxa Selic?


Essa taxa se refere à Taxa Básica de Juros da Economia, a partir da qual se dá o movimento de todas as outras taxas aplicadas no mercado financeiro e, também, no de capitais.


SELIC, na verdade, é uma sigla para Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, que dá nome a um sistema em que são negociados os títulos públicos federais, sendo a taxa média registrada nessas operações o que dá origem à taxa SELIC.


A taxa SELIC opera como Taxa Básica de Juros da Economia porque muitas instituições financeiras usam os títulos públicos como garantia de suas operações. Logo, precisam aplicar taxas superiores a ela.


A taxa básica de juros tem diversas finalidades, em especial, controlar a inflação e determinar o rumo do mercado de crédito. É utilizado para controlar os juros aplicados em operações financeiras como investimentos, empréstimos e financiamentos.

Ou seja, os bancos utilizam a taxa básica como parâmetro para cobrar pelos serviços financeiros prestados.


O empréstimo consignado tem suas parcelas mensais descontadas diretamente do pagamento do tomador, no caso de aposentados ou pensionistas do INSS, o valor é descontado do benefício, já no caso de servidores públicos ou trabalhadores celetistas, o desconto é direto na folha de pagamento.


É em razão dessa característica, que torna o consignado um empréstimo com risco quase nulo para os bancos, diante da adimplência dos contratos, que as taxas de juros do consignado são uma das menores do mercado.


Diante da dinâmica da taxa Selic com as demais taxas do mercado, fica fácil compreender o motivo pelo qual elevar a taxa básica de juros faz os juros de diferentes operações no mercado financeiro subirem também.



Os juros cobrados em financiamentos, empréstimos e cartões de crédito, por exemplo, ficam mais altos. Não seria diferente, assim, com os juros do empréstimo consignado.


O mercado leva ainda um tempo para ajustar à nova realidade, e não necessariamente as instituições financeiras irão aumentar os juros dos empréstimos no mesmo percentual definido pelo Copom para a Selic.

Torun

23/09/2021 16:28