Governo troca comando do INSS


Hoje, sexta-feira, o governo federal mudou o comando do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O presidente do órgão, Leonardo Rolim, foi afastado do cargo e ocupou o cargo da Secretaria de Previdência Social do Ministério do Trabalho e Previdência Social.


Rolim será substituído pelo atual diretor de benefícios do INSS, José Carlos Oliveira.


Na Secretaria da Previdência Social, Rolim sucederá Narlon Gutierre, exonerado nesta sexta-feira. Essas mudanças foram anunciadas no Diário Oficial da União (DOU).


A gestão do INSS é um dos pontos frágeis do governo. Em julho, último mês com dados disponíveis, 1,8 milhão de pessoas aguardavam na fila para receber os benefícios. Acabar com essa espera é a promessa do governo, mas nunca foi cumprida.


Em julho, o governo decidiu dissolver o Ministério da Economia, liderado por Paulo Guedes, e reconstruir a Pará de Trabalho Previdência sob a direção de Onyx Lorenzoni. Ele assumiu e prometeu novamente limpar a fila.


Lorenzoni chegou a anunciar que convocaria centenas de funcionários da Infraero (estatal que controla aeroportos, hoje quase que totalmente privatizados) para atuarem no INSS. Mas até hoje, quase quatro meses depois, não houve esse esforço conjunto.


Rolim comandou a Secretaria de Previdência Social desde o início do governo do presidente Jair Bolsonaro. Renunciou ao cargo em janeiro de 2020 justamente para assumir o INSS. Ele foi substituído pelo secretário adjunto Gutierre.

Torun

05/11/2021 10:36