top of page

Maia afirma que vai deixar o DEM para fazer oposição a Bolsonaro.

Atualizado: 3 de mai. de 2021


Uma semana depois de sua derrota na tentativa de eleger seu sucessor como Presidente da Câmara, o deputado federal Rodrigo Maia (DEM-AP) disse ter sido "traído" pelo presidente do DEM ACM Neto e disse que deixaria a sigla.


"Vou pedir minha saída no TSE, não tenho dez anos. Não vou brigar com ninguém. Estou fazendo crítica política. Hoje posso dizer que sou oposição ao presidente Bolsonaro. Quando era presidente da Câmara, não podia"


Ele diz que vai procurar um partido que se oponha ao governo para "dormir bem". “Não quero participar de um projeto que apóie atos antidemocráticos”, disse Maia.


As manifestações de Maia aconteceram depois que o diretor-executivo do DEM deixou o bloco apoiando Baleia Rossi (MDB-SP) na presidência da Câmara. Rossi foi selecionado para a competição pela Maia.

Torun

08/02/2021


bottom of page