top of page

Maia critica Bolsonaro e diz que 'povo quer vacinas, não armas'!

Atualizado: 3 de mai. de 2021


O deputado federal e ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia, criticou os decretos que flexibilizam a compra e o porte de armas no Brasil, assinados pelo presidente Jair Bolsonaro.


Nas redes sociais, o parlamentar disse que o país não está interessado em armas, mas em vacinas. "Bolsonaro considera a parte pelo todo.


Acha que seu mundo extremo representa o país. O povo não está vibrando. O povo não quer armas. A população anseia pelas vacinas", escreveu o ex-presidente da Câmara no Twitter.


O clima de tensão entre Bolsonaro e Maia foi intensificado após as eleições para a nova presidência da Câmara. De um lado, o presidente reforçou o apoio ao atual gestor da casa legislativa, Arthur Lira (PP-AL), enquanto do outro lado, Rodrigo Maia fornecia apoio à candidatura de Baleia Rossi (DEM-SP).


Os conflitos relacionados às candidaturas na Câmara também repercutiram dentro da antiga legenda que Rodrigo Maia fazia parte, o Democratas (DEM). Após desentendimentos com o presidente do partido, ACM Neto, sobre as indicações para a chefia da Câmara, Maia anunciou que deixaria o partido.

Torun

15/02/2021

bottom of page