Número de endividados no país chega a maior patamar em 11 anos!

Atualizado: 3 de mai. de 2021


Um estudo da Federação Nacional de Bens, Serviços e Turismo (CNC) mostra que até 2020, a proporção da população endividada do país é de 66,5%. Este é o nível mais alto de endividamento das famílias em 11 anos. Por exemplo, em 2019, as famílias devedoras representavam 63,6% das famílias brasileiras.


O número de famílias em atraso ou com dívidas atingiu 25,5% no ano passado, ante 24% em 2019. Por outro lado, até 2020, o total de famílias sem condições de quitar dívidas vencidas atingiu 11%, valor também superior aos 9,6% do ano anterior.


A proporção de pessoas que se dizem endividadas aumentou de 13,3% em 2019 para 14,9% em 2020. As principais fontes de endividamento são cartões de crédito (78,7%), Carnês de pagamento (16,8%), financiamento de veículos (10,7%), financiamento doméstico (9,5%) e crédito pessoal (8,5%).


No ano passado, o tempo médio de permanência das famílias devedoras atingiu 7,2 meses, superior aos 6,9 meses do ano de 2019.

Torun

29/01/2021