Pessoas que recebem o Auxílio Brasil podem fazer empréstimo consignado? 🤔


Esse tema gerou algumas divergências de opiniões, após o governo aprovar uma lei que garante um piso permanente para o Auxílio Brasil e a possibilidade dos beneficiários contratarem crédito consignado. Uns defendem que essa possibilidade de crédito impactará positivamente na qualidade de vida dessas pessoas. Outros, temem que essa possibilidade se torne um endividamento a longo prazo para os beneficiados pelo Auxílio Brasil.


Antes de saber qual lado defender, vamos entender sobre esse novo valor do auxílio e qual a relação dele com o empréstimo consignado.


Pois bem, na quarta-feira (18/05), o governo aprovou um piso permanente para o Auxílio Brasil de R$ 400 mensais. Isto é, nenhum dos que recebem o auxílio poderá receber menos do que esse valor; e o objetivo é fazer com que todos ganhem a quantia mínima até dezembro de 2022.


O novo valor será calculado com base nos benefícios adicionais previstos nas regras do Auxílio Brasil. Confira quais são:

Nome

Valor

​Benefício Primeira Infância

R$ 130 por integrante (não excedendo a 5 benefícios)

Benefício Composição Familiar

R$ 65 por integrante (não excedendo a 5 benefícios)

Benefício de Superação da Extrema Pobreza

Valor calculado individualmente para cada família

Auxílio Esporte Escolar

R$ 100 + parcela única de R$ 1.000

Bolsa de Iniciação Científica Junior

R$ 100 + parcela única de R$ 1.000

Auxílio Criança Cidadã

R$ 200 (turno parcial) e R$ 300 (turno integral)

Auxílio Inclusão Produtiva Rural

R$ 200 por família

Auxílio Inclusão Produtiva Urbana

R$ 200 por família

Benefício Compensatório de Transição

Valor será calculado individualmente para cada família