Prova de vida do INSS terá novas mudanças em 2022

Atualizado: 10 de dez. de 2021


O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) determinou que a partir do ano que vem (2022) a prova de vida passara a ser feita no mês de aniversário do beneficiário. Atualmente, a obrigatoriedade da prova de vida está suspensa de acordo com a Lei 14.199/2021, de 2 de setembro de 2021. Porem, a partir de 2022, será obrigatório novamente.


Confira a matéria completa no Diário Oficial (Clique aqui).


A prova de vida é obrigatória para aposentados e pensionistas que recebem o benefício por meio da conta corrente, poupança ou cartão magnético. Esse processo serve para evitar fraudes e garante o pagamento do beneficiário.


Já a partir de 2022, independente do vencimento da prova de vida, o segurado deverá fazer o procedimento no mês de seu aniversário para não ter o benefício suspenso ou bloqueado.


Como fazer a prova de vida digital?


É possível fazer a prova de vida usando os aplicativos Meu gov.br (https://www.gov.br/pt-br/apps/meu-gov.br) e Meu INSS. Para realizar a biometria facial, o INSS usa a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


Portanto, podem fazer a biometria facial os segurados que tenham carteira de motorista ou título de eleitor, com biometria cadastrada no Departamento de Trânsito (Detran) ou na Justiça Eleitoral, respectivamente.


Tenha cuidado com os golpes


O INSS *não* entra em contato direto com o beneficiário para pedir qualquer informação, dados pessoa ou fotografias para realizar a prova de vida.


Em caso de dúvidas, o cidadão pode utilizar os canais de atendimento: Meu INSS, site ou aplicativo, ou pela Central 135, que funciona de segunda a sábado, das 7 da manhã às 22 horas.

Fonte: INSS