top of page

SP atinge 40 milhões de doses de vacinas contra Covid-19 aplicadas no estado

Atualizado: 6 de out. de 2021


O estado de São Paulo bateu na manhã desta segunda-feira (9) a marca de 40 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 aplicadas à população, segundo o site Vacinometer. Por volta das 10h58, o vacinômetro apontou que já haviam sido aplicadas 40.114.982 doses ao longo da campanha, iniciada no dia 17 de janeiro.


Desse total, 28,5 milhões são para a primeira dose, 10,4 milhões são para a segunda dose e 1,1 milhão para a dose única.


Isso significa que mais de 25% dos moradores de São Paulo já estão como esquema vacinal completo, composto por duas doses no caso dos imunizantes Coronavac, AstraZeneca e Pfizer, ou uma dose única, da Janssen. Além disso, cerca de 64% da população absoluta já consta ao menos uma dose. Se considerado apenas os adultos, este índice está próximo de atingir 84%. A ideia é que todos os adultos com mais de 18 anos sejam vacinados até a próxima segunda-feira (16).


Nesta terça-feira (10), tem início a imunização da faixa etária de 18 a 24 anos, o último grupo de adultos a ser alcançado nesta fase do cronograma.


Só na cidade de São Paulo, por exemplo, 11 milhões de doses de vacinas contra um Covid-19 foram aplicadas até o último domingo (7). Foram 7.844.141 primeiras doses, 2.965.379 segundas doses e 316.541 doses únicas. Na capital, a cobertura vacinal para população acima de 18 anos está em 88,4% para a primeira dose e 35,6% para a segunda dose ou dose única.


O avanço da vacinação tem feito com que as pessoas flexibilizem mais e relaxem em algumas medidas importantes como a não utilização do uso de máscaras. Especialistas alertam que a atenção deve continuar e que ainda é importante respeitar algumas medidas enquanto 80% da população não estiver com a imunização completa.


Para o infectologista Marcos Boulos, o uso de máscara é uma delas. "Qualquer recomendação de não usar máscara é irresponsabilidade neste momento. Precisamos usar máscaras após as duas doses da vacina, não só da primeira. A vacina oferece uma proteção parcial. Algumas maiores, outras menores, mas são parciais.


Então você não só pode adquirir a doença como pode infectar outra pessoa. Só poderemos tirar a máscara quando atingirmos a imunidade rebanho e 80% das pessoas colhidas como duas doses da vacina. Aí terá imunidade suficiente para poder parar a transmissão. obrigatório ", disse Boulos.

Fonte: Noticias R7

Torun

09/08/2021 15h08

bottom of page