SP divulga empresas que mais perturbam com telemarketing. Confira!

Atualizado: 6 de out. de 2021


O Procon de São Paulo divulgou hoje o "ranking dos perturbadores", uma lista com as empresas que mais desrespeitam o "Não Me Ligue" — cadastro disponível desde 2009 para consumidores paulistas que não querem receber ofertas de telemarketing.


Segundo a instituição, 347 processos administrativos foram instaurados desde 2010 para apurar reclamações de pessoas que foram contatadas após optarem por não receber ligações ou mensagens comerciais.


As companhias com mais processos foram:

  • Claro - seis processos;

  • Brasfilter (filtros Europa) e Telefonica (Vivo) - cinco processos cada;

  • Banco BMG S/A, Bradesco, Banco do Brasil, Banco Pan, Santander, Folha da Manhã S/A, Nextel e Tim - quatro processos cada;

A lista completa está disponível no site do Procon.


De acordo com o diretor-executivo do órgão, Fernando Capez, o ranking foi criado porque apenas a aplicação de multas não tem sido suficiente para frear essa prática abusiva.


"O Procon-SP pretende expor ao consumidor quais são as marcas e fornecedores que não têm respeito por ele, e continuam assediando e fazendo ofertas contra a sua vontade", disse.


Para ele, "é importante o consumidor lembrar o nome dessas empresas na hora de prestigiar uma marca."


O Procon diz ter aplicado R$ 250 milhões em multas nos últimos 11 anos.


'Não Me Ligue'


O cadastro "Não Me Ligue" foi instituído por lei estadual em 2008 e está em vigor desde 2009. Em março deste ano, a restrição foi ampliada, e além das ligações, agora são proibidas mensagens por SMS e aplicativos, como o WhatsApp.


O paulista que insere os dados no cadastro não pode receber contatos de telemarketing ou cobranças de qualquer natureza.


Segundo a instituição, a proibição passa a valer após 30 dias da inclusão da linha. Desde 2009, 2.988.997 números foram cadastrados no programa.

Fonte: UOL.com

Torun

10/08/2021 15h45