Veja o que é o pente-fino do INSS, e evite ter o seu benefício bloqueado!

Atualizado: 6 de mai. de 2021


O chamado pente-fino do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é mais um convênio de fiscalização administrativa da instituição para garantir a legitimidade dos cidadãos que recebem qualquer tipo de benefício pela Previdência Social.


Embora conhecido, o assunto ainda gera muitas dúvidas. Agora entenda o que é e como saber se você será recrutado em 2020 para resolver.


Pente-fino do INSS


O processo conhecido como pente-fino do INSS é uma medida prevista na Lei nº 8.212/91 e Lei 13.846 que visa coibir irregularidades em relação à concessão e pagamento aos segurados de benefícios administrados pelo INSS.


Art. 1º  Ficam instituídos, no âmbito do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS):


I – o Programa Especial para Análise de Benefícios com Indícios de Irregularidade (Programa Especial), com o objetivo de analisar processos que apresentem indícios de irregularidade e potencial risco de realização de gastos indevidos na concessão de benefícios administrados pelo INSS; e


II – o Programa de Revisão de Benefícios por Incapacidade (Programa de Revisão), com o objetivo de revisar:


a) os benefícios por incapacidade mantidos sem perícia pelo INSS por período superior a 6 (seis) meses e que não possuam data de cessação estipulada ou indicação de reabilitação profissional; e


b) outros benefícios de natureza previdenciária, assistencial, trabalhista ou tributária.


§ 1º O Programa Especial durará até 31 de dezembro de 2020 e poderá ser prorrogado até 31 de dezembro de 2022 por ato fundamentado do Presidente do INSS.


Quem pode ser convocado para o pente-fino do INSS?


Além dos casos citados o INSS pode, a seu critério, selecionar e convocar qualquer segurado para a atualização do cadastro.

A “operação pente-fino” é o intervalo destas campanhas de regularização cadastral e pode ser prorrogado, conforme necessidade.


Pente-fino 2020


Neste ano, o INSS deve reunir cerca de 1,7 milhão de beneficiários. Quem tem pensão rural, união estável, benefício continuado (BPC / LOAS) e necessita por invalidez deve ser convocado.


As notificações serão enviadas por carta de cumprimento de exigência pelos Correios, podendo ser disponibilizada em via física ou digital pelo app dos Correios.


O prazo para apresentação dos documentos exigidos é de 60 dias, contados a partir da data de recebimento da carta. Os documentos devem ser enviados preferencialmente por meio eletrônico através do site ou aplicativo Meu INSS.


Carta de convocação cumprimento de exigências INSS


A carta ou mensagem de convocação oficial deve ter informações similares a este documento já divulgado pelo Órgão Federal:


Fonte: INSS


Veja agora quais são as duas formas para cumprir com o pedido de revisão administrativa do benefício do INSS.


Atualização de Dados de Benefício (online)


Os convocados no pente-fino do INSS devem acessar o Meu INSS, com login e senha específicos do Gov.Br. e buscar a opção do serviço “Atualização de Dados de Benefício” no meu “Agendamento/Solicitações”.


Para prosseguir, o segurado deve anexar ao sistema a cópia digitalizada do titular do benefício, do procurador ou representante legal (quando houver):

  • CPF;

  • RG;

  • Certidão de nascimento ou casamento;

  • Título de Eleitor;

  • Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

Para prosseguir, basta seguir as instruções da tela e anexar os documentos solicitados. No caso dos Pensionistas por morte, os documentos devem incluir os documentos do(a) falecido(a).


A partir da análise da documentação, o INSS mantêm a regularidade da manutenção do benefício.


Envio presencial de documentos


Embora pouco recomendado, os segurados que não quiserem ou não puderem enviar os documentos solicitados no pente-fino do INSS devem agendar o cumprimento da exigência, para atendimento presencial.


O atendimento só ocorrerá em uma das agências do INSS e a partir do agendamento prévio. Para agendar é preciso ligar no telefone 135 e escolher no menu eletrônico a opção “Entrega de Documentos por Convocação”.


Para se identificar, o solicitante tem que informar: o Número do Benefício (NB), o número do protocolo que constar na carta de convocação e o CPF do titular do benefício.


IMPORTANTE: somente as entregas agendadas serão atendidas.


O que acontece com quem não atender a solicitação do pente-fino do INSS?


O segurado que que foi notificado e não apresentar a documentação exigida dentro do prazo poderá ter o benefício suspenso.


Decorridos 30 dias do prazo original da regularização, como previsto nos termos dos §§ 4º a 6º do art. 69 da Lei nº 8.212, de 1991, o benefício do INSS poderá ser bloqueado definitivamente.


Qual é a diferença da prova de vida e do pente-fino?


Vale ressaltar que o pente-fino do INSS e a prova ou comprovação de vida são processos complementares e obrigatórios. A realização de um dos procedimentos não anula ou isenta a solicitação do outro pelo próprio INSS.


O não cumprimento de qualquer uma das exigências pode acarretar no bloqueio ou suspensão do pagamento da aposentadoria ou pensão.


Por este motivo, é muito importante acompanhar todas as exigências necessárias e ficar em dia com o INSS, para evitar problemas futuros.

Torun

08.09.2020