top of page

Veja o que será mudado no calendário do INSS em 2021!

Atualizado: 6 de mai. de 2021


O calendário do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passará por algumas alterações em 2021.


Além disso, é claro, ele é atualizado com base na data - isso acontece todos os anos, e uma das regras de pagamento também foi alterada recentemente.


Veja o que mudou e aprenda como programar para obter benefícios sem problemas.

Calendário INSS de 2021


Quando a tabela de pagamento INSS 2021 será divulgada?

O calendário do INSS ou cronograma de pagamento de benefícios 2021 para aposentados, aposentados e demais segurados será divulgado oficialmente em breve.


Porém, a tabela salarial do INSS para o próximo ano ainda deve contemplar uma mudança importante: o décimo terceiro adiantamento.


A partir de 2021, as novas regras serão:

· Pagamento da primeira parcela do 13º salário INSS: paga em agosto;

· Pagamento da primeira parcela do 13º salário INSS: paga em novembro.

Portanto, todos os segurados com direito ao bônus de Natal receberão o bônus nos meses de agosto e novembro.


Normalmente, o pagamento ocorre em cada um dos meses mencionados, mas para ser liberado o INSS precisa ser autorizado por decreto presidencial todas as vezes.


Agora, de acordo com a definição do Decreto nº 10.410, este passará a ser a nova norma. Veja o trecho abaixo:

“Art. 120. Será devido abono anual ao segurado e ao dependente que, durante o ano, receberam auxílio por incapacidade temporária, auxílio-acidente, aposentadoria, salário-maternidade, pensão por morte ou auxílio-reclusão.


§ 1º O abono anual será calculado, no que couber, da mesma forma que a gratificação natalina dos trabalhadores e terá por base o valor da renda mensal do benefício do mês de dezembro de cada ano e o seu pagamento será efetuado em duas parcelas, da seguinte forma:


I – A primeira parcela corresponderá a até cinquenta por cento do valor do benefício devido no mês de agosto e será paga juntamente com os benefícios dessa competência;


II – A segunda parcela corresponderá à diferença entre o valor total do abono anual e o valor da primeira parcela e será paga juntamente com os benefícios da competência de novembro.

Exceto neste ano (por conta da crise trazida pela pandemia), o governo decidiu esperar o pagamento do décimo terceiro salário, nos demais anos a regra será aplicada no novo calendário do INSS.

Atualmente, discute-se também a eventual aprovação e pagamento de salários do 14º INSS. Porém, como no caso dos adiantamentos, neste ano, caso ocorram pagamentos adicionais, serão considerados medidas emergenciais.


Como saber a data de pagamento do benefício?


Uma forma prática é acompanhar a divulgação do calendário de pagamentos do INSS por meio do site oficial ou do app “Meu INSS”. Também tornaremos essas informações públicas em nosso site para facilitar sua pesquisa.


Aproveite para conhecer mais algumas dúvidas recorrentes sobre o calendário do INSS:


Data dos pagamentos mensais


Por padrão, a data de pagamento segue o número final do número de pagamento de cada segurado. A organização pode não apenas agrupar beneficiários, mas também controlar o processo de pagamento para emissão.


Quem recebe primeiro?


Para quem recebe o salário mínimo (1.045 reais), este valor será pago primeiro. Em seguida, aqueles que recebem acima de um salário mínimo na ordem do número do benefício.


Para quem ganha mais do que o valor máximo do INSS, outra diferença é que mais segurados ganham no mesmo dia. A Previdência Social geralmente agrupa os dois últimos números de benefícios em um dia, por exemplo: a rescisão dos benefícios 1 e 6.


Portanto, o calendário do INSS para pessoas com renda superior a um salário mínimo pode ser pago em até 5 dias. Por outro lado, o prazo de recebimento mínimo é de 10 dias.


O pagamento do mês atual refere-se ao período de cálculo do mês anterior. Portanto, o valor pago em fevereiro é janeiro.


Outro fato importante a lembrar é que quando o salário mínimo for reajustado uma vez por ano, de um ano para o outro, o período passará a valer a partir de 1º de janeiro do corrente ano, mas o pagamento do novo valor só ocorre em fevereiro.


Qual é a forma de pagamento?


Atualmente, os Aposentados e Pensionistas podem receber de duas formas:


1 – Cartão magnético


Quem ainda não tem uma conta bancária pode receber via cartão magnético. Os beneficiários mais antigos que quiserem alterar a forma de pagamento, podem indicar a nova conta bancária e pedir a mudança junto ao INSS.


A regra sobre a titularidade da conta-corrente é a mesma. Isso ocorre para prevenir possíveis fraudes. Assim, os segurados podem receber o dinheiro na conta correta.

2 – Crédito em conta


A conta bancária deve ser vinculada ao beneficiário e, portanto, precisa ter obrigatoriamente o mesmo titular. Não é possível creditar, em nenhuma hipótese, o valor na conta de terceiros.


O segurado pode, no entanto, escolher a melhor instituição bancária para abrir sua conta ou administrar seus recursos.


A solicitação de alteração também pode ser feita pelo Meu INSS, em caso de alteração ou atualização.

Para garantir a agilidade na liberação do contrato de AUMENTO DE MARGEM, faça seu pré cadastro conosco.

Torun

29/08/2020